quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Morre a cachorrinha queimada viva em Palhoça (SC)

Na casinha de boneca que há três anos foi “adotada” pela vira-lata Pedra, restam apenas os panos usados pela cachorrinha para dormir e o pote em que ela bebia água. A cadela foi queimada viva na manhã de domingo, bem perto da casa da segurança Izabel Cristina de Macedo, 31 anos, que alimentava e cuidava de Pedra, que vivia na Barra do Aririú, em Palhoça, na Grande Florianópolis.
A médica veterinária Daniele Ody Spaniol recebeu a cachorrinha na tarde de segunda-feira (1 de novembro), para tratar, na Clínica Palhoça, no Centro, e descreveu o seu estado de saúde:
( Foto de Pedra antes de ser queimada)
“Ela está com a pele em carne viva em 85% do corpo. O rosto, o focinho, os olhos, está tudo desfigurado. Sem contar que a vulva dela está com ferimentos horríveis. Não dá para acreditar que alguém seja capaz de tanta crueldade. Talvez a tenham amarrado e queimado, introduzido alguma coisa no corpo. Nunca, na vida, tratei de um animal assim”, desabafou a veterinária.
Pedra foi abandonada ainda filhote na praia da Barra do Aririú, há três anos, com outros cachorrinhos da mesma ninhada. Na época, a filha de Izabel, Ana Cristina, hoje com 12 anos, passou a cuidar e a alimentar o bichinho. O restante da ninhada não sobreviveu. No primeiro ano de vida, a cachorrinha foi atropelada duas vezes e conseguiu se recuperar. Como é forte como rocha, foi chamada de Pedra.
Os moradores da praia da Barra preferem não apontar suspeitos, mas desconfiam de um grupo de garotos que estava próximo ao animal pouco antes do acontecido.
Infelizmente na data de hoje enquanto escrevia esta notícia a cadelinha Pedra, que foi rebatizada pelo nome Vida, não resistiu aos graves ferimentos e morreu.
Daniele, a veterinária que a atendeu, informa que o dinheiro arrecadado para o tratamento da cachorrinha será revertido em prol da ONG que a resgatou.



Fontes: Diário Catarinense e Rede Tripoli.

5 comentários:

  1. Uma pessoa que comete tamanha crueldade não é pessoa mas um monstro amedrontado.
    Oremos para que a LUZ divina corrija suas ações.
    Que ela colha o que fez para o seu próprio aprendizado.

    ResponderExcluir
  2. Pena que nosso contato se deu em meio a uma tristeza e um pesar tão grande...

    Sabe, quando li a reportagem da cadelinha queimada, pedi a Deus que fizesse o melhor, pois sabia que as sequelas seriam terríveis, além dela ficar cega pro resto da vida. Acho que Deus acertou, aliás Ele sempre acerta, nê?

    Bem, topo ajuda-la no que precisar.

    Bjao sentidos e molhado de choro,
    Leon - MVA1C

    ResponderExcluir
  3. Pois é para isso q serve a lei ,para punir,e punir com severidade ,esses animais,faria eu eles cuidarem de anoimais doentes ,dar banhos e conviver com eles vários anos ,
    Assim iriam aprender,pq ir só presos seria bom demais.

    ResponderExcluir
  4. Que absurdo! O ser humano faz coisas que ateh Deus duvida. É incrivel como existem pessoas ruins

    ResponderExcluir
  5. oi Aninha, to muito triste da Pedra ter virado estrelinha, mas o q me consola é q ela foi resgatada, passou por uma boa vet acredito, e teve um final de vida sendo tratada com atençao e dedicaçao! Deus aliviou o sofrimento dela, pois ela desde filhotinha sofreu tanto né!! Mandei minha indignaçao para midia, vamos torcer para sensibilizarem com o caso e colocarem a tona, tem q haver puniçao, o Estado nao pode tratar com tamanho descaso nossos amigos de quatro patas! Mas é isso ai...vamos a luta em outros casos!!! Vou te ver no ceu, ESTRELINHA!!!

    ResponderExcluir